O autoexame deve ser feito mensalmente, sendo uma das maneiras mais importantes para identificar o câncer de mama.

Por Nathalia Giannetti (Blog  MdeMulher)

A campanha Outubro Rosa está aí para destacar a importância de fazer a prevenção e a identificação precoce do câncer de mama. E um dos temas mais reforçados é o autoexame das mamas, imprescindível para toda mulher. Isso porque é fundamental se conhecer e perceber os primeiros sinais da doença para que a cura seja alcançada.

No autoexame, você deve ficar atenta à presença de nódulos; abaulamento ou retração nas mamas; aparência de pele grosseira, como se fosse a casca da laranja; coceira na mama ou no mamilo; secreção mamilar, seja ela escurecida, sanguinolenta, como água de rocha ou parecendo leite/pus; vermelhidão do mamilo ou de alguma parte da mama; e aumento da vascularização apenas em uma mama ou em uma só região”, alerta a Dra. Patrícia Gonçalves, médica obstetra e ginecologista.

O indicado é que o autoexame seja realizado ao menos uma vez por mês, com cuidado, calma e muita atenção em toda região das mamas e axilas. “O autoexame deve durar o tempo suficiente para que toda a região seja avaliada e cada mulher tem seu tempo para conseguir analisar adequadamente”, explica a ginecologista Erica Mantelli. Com a prática, você se conhece perfeitamente e fica cada vez mais fácil perceber se há alguma alteração no seu corpo.

Quer aprender a fazer direitinho? Nós ensinamos:

1. Observe-se no espelho:

Autoexame câncer de mama outubro rosa

 (Juliana Pereira/MdeMulher)

Você deve ficar de frente ao espelho para identificar se há manchas ou assimetrias que não estavam ali anteriormente. As posições para fazer a observação são com os braços ao lado do corpo (1), com ambas as mãos na cintura (2) e colocando as mãos atrás da cabeça (3).

2.  Palpe a região das mamas e axilas

Autoexame câncer de mama outubro rosa

 (Juliana Pereira/MdeMulher)

 

Coloque uma de suas mãos atrás da cabeça, da mesma maneira ilustrada no terceiro passo do item anterior. Use sua outra mão para palpar suavemente as axilas (1), laterais e partes superior e inferior da mama que fica do mesmo lado que o braço levantado (2). Você deve fazer isso dedilhando, usando os dedos indicador, médio e anelar. A ideia é analisar a textura da pele e procurar cuidadosamente por qualquer sinal de que um nódulo ou cisto está se formando.

Em relação à posição, você não precisa estar de pé e de frente para o espelho. Conforme recomenda o oncologista Bruno Ferrari: “A mulher pode estar sentada, em pé, deitada, o que for mais confortável para que consiga realizar o autoexame”.

Autoexame câncer de mama outubro rosa

 (Juliana Pereira/MdeMulher)

Ainda na posição com um braço levantado e com o mesmo objetivo dos últimos dois passos, faça movimentos circulares por toda a mama, do centro para fora (3), e, depois, “‘divida’  o seio em faixas e alise devagar cada uma dessas faixas (4)”, recomenda o ginecologista e obstetra Dr. Claudio Basbaum. 

Atenção: não é preciso força.

3. Pressione o mamilo

Autoexame câncer de mama outubro rosa

 (Juliana Pereira/MdeMulher)

Por último, pressione levemente o mamilo para verificar se ele está eliminando alguma secreção.

O que fazer se for identificado algum problema?

Se você perceber qualquer indício de presença de nódulos, alterações na textura, manchas ou secreções, marque uma consulta com ginecologista ou mastologista, médico especializado nessa região do corpo, o mais rápido possível.

Imprescindível, mas não suficiente!

Por mais que ele seja extremamente importante para identificar a presença de câncer de mama, apenas a realização do autoexame todo mês não garante que você estará prevenida. “Alguns cânceres de mama só aparecem na palpação quando já estão em fase avançada“, explica o ginecologista Domingos Mantelli.

Por isso, é necessário manter as consultas ginecológicas em dia: visite o médico pelo menos uma vez ao ano. Além do próprio especialista te examinar, ele poderá pedir os exames complementares, como mamografia e ultrassom.

Você Pode Gostar

Faça um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *