A profissão está relacionada com o cuidado dos animais de estimação e também com a vida alimentar das pessoas

Gato filhote no veterinário. Foto: Cães e Gatos / Reprodução

Nesta quarta-feira, dia 9 de setembro, é comemorado o Dia do Veterinário em todo o Brasil. A data marca a publicação, em 1933, do decreto do presidente Getúlio Vargas que reconheceu e estabeleceu regras para os cursos de Medicina Veterinária.

O senador Wellington Fagundes (PR-MT), que é médico veterinário, lembra que a profissão está relacionada com o cuidado dos animais de estimação e também com a vida alimentar das pessoas, já que “uma alimentação de qualidade está diretamente ligada à profissão do médico veterinário”. Em vários estados e no Distrito Federal, a semana do dia do veterinário é marcada por campanhas de vacinação contra a raiva animal.

De acordo com a Wikipédia, “Medicina Veterinária é a ciência que se dedica à prevenção, controle, erradicação e tratamento de doenças, traumatismos ou qualquer outro agravo à saúde dos animais, além do controle da sanidade dos produtos e subprodutos de origem animal para o consumo humano. A medicina veterinária também busca assegurar a qualidade, quantidade e a segurança dos estoques de alimento de origem animal através do controle da saúde dos animais e dos processos que visam obter seus produtos (tais como carne, ovos, leite, couro, etc.), assim como sua distribuição, venda e preparo.”
As áreas em que o Médico Veterinário pode atuar são diversas, como Saúde Pública (Vigilância Sanitária, Controle de Zoonoses, Vigilância de Epidemiologia), Área de Produção e Inspeção de Alimentos de Origem Animal, Pesquisa, Extensão Rural, Clínica de Pequenos e Grandes Animais, Fauna Selvagem, Biologia Molecular, para citar algumas
Há um consenso, mas duas vertentes para o surgimento da palavra. Para uns estudiosos, o termo decorre do latim “veterinarii”, que discriminava os profissionais que cuidavam dos animais aposentados pelo exército na Roma Antiga. A palavra deriva de “vetus”, que significa “velho” ou “idoso”.
Outra corrente de etimologistas defende que a palavra decorre do latim “veterinus”, que designava os animais de carga (de civis ou militares) veteranos. Daí decorreria a palavra “veterinarius”, profissional que cuidava desses bichos.
Há referências à medicina veterinária ao longo de milênios, mas o primeiro profissional creditado como um “especialista na cura de animais” é um sujeito chamado Urlugaledinna, que viveu na Mesopotâmia por volta de 3.000 anos antes de Cristo,
A primeira escola
Primeira escola de veterinária do mundo, em Lyon - Foto Wikipedia
Além de ser a cidade em que o cinema foi criado pelos irmãos Lumière, Lyon abrigou a primeira faculdade de veterinária do mundo, fundada em 1761.
Invasão feminina
Pixabay

Nos EUA, atualmente 80% dos profissionais que praticam a medicina veterinária são mulheres. Em 1970, a média de veterinárias era de 10%

 Detector de mentiras
Você pode até se iludir e imaginar que consegue enganar o seu veterinário. Mas saiba que ele irá no mínimo desconfiar quando você disser que está dando apenas dois potinhos rasos de ração light para um gato ou cão obeso!
Pexels
Estudo publicado no “Journal of the American Veterinary Medical Association” mostra que os veterinários têm 3,5 vezes mais chances de morrer por suicídio do que a média da população.
Invenção sobre rodas o que tem haver ?
John Boyd Dunlop - Divulgação
Na próxima vez em que você parar num posto para fazer a calibragem, agradeça a um veterinário. Esses pneus ocos, de borracha e com o interior preenchido por ar foram inventados em 1889 por John Boyd Dunlop, um cirurgião veterinário da cidade de Belfort, na Escócia.

Você Pode Gostar

Faça um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *