A desigualdade salarial entre homens e mulheres ainda é uma realidade triste que enfrentamos. De acordo com uma pesquisa da empresa Hayes Executive, os dados mostram que o Brasil está entre os países com menos mulheres em posições de liderança, perdendo apenas para o México.

A pesquisa, que ouviu 480 executivos de empresas da América Latina, mostrou que apenas 15% deles são mulheres. No Brasil, o número cai para 12%, e no México 11%.

O estudo verificou também que as mulheres demoram 10 anos a mais que os homens para subir na carreira. Segundo os resultados, eles chegam a chefia entre os 41 e 50 anos, enquanto elas entre os 51 e 60 anos.

Por Mayara Santos | Cosmopolitan

Você Pode Gostar

Faça um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *