Se você é carnavalesca, já sabemos como serão os dias daqui para a frente: maratona de bloquinhos e bailes, a maior parte do tempo em pé e com copos de bebidas ou sacolés alcoólicos nas mãos. É tudo super legal, mas se você não se preparar minimamente antes de sair de casa ou não se cuidar no pós-evento, o corpo pode sentir os impactos já no dia seguinte e estragar todo seu Carnaval.

E estamos aqui para lhe ajudar a curtir cada minuto com a maior disposição! Conversamos com um time de especialistas médicos e trazemos 18 dicas para você cuidar da pele, das pernocas e dos pés, da alimentação e da hidratação.

CUIDADOS COM A PELE NO CARNAVAL

Use protetor solar

Este é o conselho primordial para os cuidados com a pele, pois é a melhor arma contra o câncer de pele, as manchas, o envelhecimento precoce da pele e outras doenças cutâneas. Vale para todos os dias do ano e merece reforço no Carnaval, porque a exposição ao sol tende a ser bem maior.

Aplique o protetor antes de sair de casa e o leve para as reaplicações a cada duas horas. Está nublado? Não faz nenhuma diferença: os raios UVA e UVB, que causam todos os estragos na pele, atravessam as nuvens e atuam normalmente, como se nada estivesse diferente.

Fique atenta à procedência de cola para pele e glitter

Vai colar pedrinhas no rosto e no corpo? Certifique-se de que a cola tenha selos de aprovação para uso dermatológico. O mesmo vale para o glitter. Se não tiverem, não use, por mais lindos e/ou baratinhos que sejam; produtos inadequados podem causar irritações e até queimaduras na pele.

Quem já tem alergia a itens de maquiagem como um todo deve evitar usar colas e glitters e criar makes legais com seus produtos do dia a dia.

Use estes truques para tirar o glitter do rosto e do corpo

Em primeiro lugar, não caia na tentação de lavar o rosto ou o corpo antes de tirar o glitter: ele só vai se espalhar mais pela pele. Pegue uma fita adesiva – qualquer uma se você não for alérgica, um micropore hipoalergênico se for – e vá grudando e desgrudando na pele para tirar as partículas coloridas. A quantidade de vezes que você terá que fazer isso depende da quantidade de glitter que passou.

Quando a maior parte tiver saído, embeba um algodão com óleo de amêndoas ou óleo de coco e o pressione sobre os brilhos que ainda tiverem sobrado. Atenção: pressione sem esfregar, para eles saírem no algodão e não apenas se moverem sobre a pele.

Tirado o glitter, faça seu ritual de higiene da pele

Limpeza, tonificação e hidratação, como você deve fazer todos os dias ao acordar e antes de dormir. Isso é importantíssimo para tirar todos os restos de make que possam estar em sua pele e evitar o entupimento dos poros.

Lave muito bem a pele caso entre em contato com frutas cítricas

Espirrou um pouco de limão na pele na hora de fazer caipirinha? Talvez um pouco de laranja quando fazia um drink? Lave a região imediatamente, para evitar a fitofotodermatose – aquelas manchas marrons que demoram meses para sumir.

CUIDADOS COM AS PERNAS E OS PÉS NO CARNAVAL

Prefira usar tênis ou sapatos de salto baixo

Eles são mais confortáveis e evitam males causados por sapatos de salto alto quando passamos muitas horas em pé: dor nas pernas e nas solas dos pés, cãibras, inchaços. Se a maratona for realmente longa, a melhor opção é usar tênis, de preferência aqueles com absorção de impacto.

Evite sandálias rasteirinhas

Elas não protegem os pés das irregularidades do solo e não têm amortecimento. As solas dos seus pés vão sofrer demais com elas.

Esteja com as unhas dos pés cortadas

Unhas retinhas e bem lixadas evitam que elas se encravem devido às muitas horas de festa dentro de sapatos fechados.

Não use os mesmos sapatos todos os dias

Ao chegar em casa, já deixe seus sapatos arejando – se eles puderem pegar um sol, melhor ainda – e escolha os do dia seguinte. Aqueles que foram usados podem voltar à ativa depois de 24 horas.

Fique atenta ao elástico das meias

Ele não pode apertar as pernas ou os pés. As meias devem ser 100% confortáveis, com elástico suave. E de tecido natural, como o algodão, para que a pele consiga respirar melhor e que se evite a formação de frieiras.

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO NO CARNAVAL

Coma carboidratos antes de sair para os bloquinhos

Eles darão a energia de que você precisará para aguentar as próximas horas de queima de calorias. Batata, mandioca, inhame, quinoa, amaranto, lentilha, grão de bico e arroz integral são ótimas ideias.

Coma uma fruta imediatamente antes de sair de casa

Elas hidratam e saciam qualquer pequena fome que tenha restado.

Leve lanchinhos na bolsa ou na pochete

Você sentirá fome enquanto estiver fora. Para não depender de comidas de procedência duvidosa na rua, leve seus próprios lanchinhos. Faça uma receita esperta, leve frutas ou barrinhas de cereais ou mix de oleaginosas (castanhas, amêndoas etc.).

Evite comer doces e frituras durante a farra

Eles aumentam o nível de insulina no organismo muito rapidamente e podem levar a quadros de mal-estar. Aqui estamos falando de balas, coxinhas e salgados semelhantes e espetinhos de carne.

Faça uma refeição equilibrada ao voltar para casa

Coloque no prato legumes, verduras, uma proteína magra (frango ou peixe) e uma porção de carboidrato.

CUIDADOS COM A HIDRATAÇÃO NO CARNAVAL

Beba água

Muita água. O recomendado, em dias normais, é que você beba cerca de 2 litros d’água por dia. Quando estiver no bloquinho, pode acrescentar a esta conta um copo de 240 ml a cada hora.

Intercale bebidas alcoólicas com água

Assim que acabar um copo de cerveja ou de qualquer outra bebida alcoólica, beba um copo d’água. Isso manterá seu corpo hidratado e ajudará a evitar ressaca no dia seguinte.

Varie as bebidas que vão se intercalar com o álcool

Se você for do tipo que enjoa rapidamente de água, lance mão de chás, sucos naturais (limonada é a melhor ideia) e água de coco para variar seu cardápio líquido.

Fontes consultadas: Alessandra Romiti (coordenadora do Departamento de Cosmiatria Dermatológica da SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia), Bia Rique (chefe do serviço de nutrição do Serviço de Cirurgia Plástica da Santa Casa do Rio de Janeiro), Christiane Gonzaga (dermatologista clínica, cirúrgica e cosmética), Daniela Rezende Neves (dermatologista de Belo Horizonte), Francisco Vieira de Oliveira (ortopedista membro do conselho da Central Nacional Unimed), João Geraldo Simões Houly (clínico geral do Hospital Santa Paula – SP), Lilian Delorenze (dermatologista), Luciana Harfenist (nutricionista do RJ especializada em nutrição clínica funcional, esportiva, ortomolecular e fitoterapia), Mônica Fialho (dermatologista e diretora da clínica BarraSkin, no Rio de Janeiro) e Murilo Drummond (dermatologista, membro da SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia e diretor da Clínica DrummonDermo)

Por Raquel Drehmer | m de mulher

 

Você Pode Gostar

Faça um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *